LA PIÙ BELLA LAURA BONFANTI

LA PIÙ BELLA LAURA BONFANTI

MODA_A stylist Laura Bonfanti fala sobre as novas curvas da moda italiana, por Rose Lucena.

Modelo Laura bonfanti

Crítica de moda, fashion designer e stylist, Laura Bonfanti nasceu na Sicília, Itália. Recentemente, foi escolhida para fazer parte de um casting superespecial, em que posou como curvy model para o calendário internacional de maior importância da agência Beautiful Curvy, pertencente a Barbara Christmann, especializada em trabalhar na Itália com mulheres de belas curvas.

De família nobre, Laura é herdeira de lojas no setor de tecidos na Sicília, e isso contribuiu com sua paixão pelo mundo fashion. “Cresci numa família que possui um vasto conhecimento no setor, e desde criança sou apaixonada por moda”, disse à Acrópolis Magazine.

Recentemente, a modelo fez parte de um programa para mulheres com dificuldades na perda de peso. “A seleção era difícil, mas, dentre 20 candidatas, eu fui a escolhida. Minha irmã me inscreveu para que eu pudesse ser acompanhada por profissionais que me ajudariam a ter paz com o meu corpo. Foi um período maravilhoso, em que aprendi a me alimentar de forma correta, praticar exercícios, cuidar de mim mesma e, principalmente, me amar”, revela.

Quando o assunto é moda, Laura deixa claro que não tem peli sulla lingua – papas na língua –, e falou abertamente da falta de visão por parte dos estilistas italianos em não abraçar o público curvy. “Vivo na Itália, e infelizmente dispomos de um mercado que trabalha para mulheres que vestem tamanho 38, não para a mulher real. Mas, se fizermos um passeio pela História, as mulheres com curvas eram as protagonistas de grandes óperas e desejadas pelos homens de grande poder aquisitivo da época. Graças ao desejo desses homens por mulheres reais, não de passarelas, que essa revolução está acontecendo aqui na Itália. Nós a chamamos de curvy revolution. É um verdadeiro absurdo não termos o direito de estar bem por sermos mulheres que vestimos 44 e termos de pagar valores altíssimos por um pedaço de tecido a mais”.

Laura ainda nos contou que outros países da Europa são muito mais democráticos nesse sentido do que a Itália. As lojas que adotam o modelo fast fashion noutros países já possuem um setor voltado para a mulher curvy. “Como crítica de moda, o que posso dizer é que não basta termos um setor voltado para mulheres com curvas, ou plus size, como queiram denominar. Faltam estilistas especializados para lidar com as necessidades desse público no qual eu estou incluída”, diz.

A stylist concluiu dizendo que tem o maior orgulho de ser uma curvy, e que nunca teve a mínima vergonha de suas curvas nem sofreu nenhum preconceito por ser uma modelo. “Somos poucas e diversas ao mesmo tempo, mesmo por sermos curvy. Somos muito unidas como modelos, e confiamos umas nas outras. Vergonha de quê? Os homens amam mulheres com curvas. Eu sou a cover girl do calendário internacional mais importante, e tenho orgulho de mim mesma, e isso me basta”.
E você tem orgulho de suas curvas, como a Laura Bonfanti? Lembre-se: você é única!


FOTO STEFANO BIDINI PER IL CALENDARIO  @BEAUTIFULCURVY DE BARBARA CHRISTMANN | TEXTO ROSE LUCENA* | REVISÃO LÍVIA MESSIAS

Rose Lucena atua com publicidade, marketing e fashion communication | contato.roselucena@gmail.com

*Publicado em 08 de dezembro de 2015